3.2.11

Banco Itau sumiu com a conta corrente da Liter & Art

Atualização 4 - 25/02/2011

A Central de Ocorrências do Itaú pediu-me que procurasse a gerente Jaqueline, na agência da conta da Liter & Art. A responsável legal esteve ontem na agencia que estava com a conta da L&A Brasil. Detalhe: a gerente Jaqueline não está mais na agência desde janeiro (como o Itaú também não sabe disso??... O Itaú a gente entende, né?...).

Sem Jaqueline, conversamos com a gerente Rosemary (uma simpatia, merecia estar numa empresa mais organizada e responsável). Como o Itaú não tinha passado nada pra Rosemary, ela correu atrás de orientações (que, diga-se de passagem.. o serviço de Apoio à Gerência não soube informar. É sério, gente: ninguém no Itaú entende ou sabe de nada. Incrível!). Informamos que haviam sido feito retiradas da conta sem a autorização dos membros diretores. Sem a posse do extrato, que a ex-presidente alega que 'perdeu', Rose fez um pedido de extrato com toda movimentação na conta e pediu que retornássemos hoje. Retornamos.

O valor foi ressarcido à Liter & Art Brasil. Tivemos que pedir uma cópia do recibo porque o senhor que fez o ressarcimento dos valores que saíram indevidamente da conta da L&A, não ia nos dar nenhum comprovante..

Ouvimos ainda deste senhor a afirmativa de que 'foi um dos diretores'. Esse senhor foi lembrado que as saídas/saques/débitos na conta somente são permitidos via cheque contendo duas assinaturas e o talonário estava completo. Ele disse que uma conta corrente não funciona assim, que 'um dos diretores dessa pessoa jurídica' ligou pra Editora Abril pra fazer compras de revistas e jornais (ele está sabendo mais que os diretores)..

Conclusão: qualquer pessoa chegada a um 'desvio de comportamento' pode pegar o número de qualquer conta corrente do Itaú, ainda que não seja o titular, e fazer compras por telefone ou via internet à vontade com qualquer empresa parceira do Banco Itaú, sem a menor preocupação de não ser atendido - o Banco Itaú julga-se 'dono da conta', com plenos poderes de decisão, para autorizar toda e quaisquer retiradas do titular, sem preocupar-se em confirmar o saque/débito/saída com o próprio. Simples assim.

Ranking do Banco Central, dos bancos mais reclamados: em janeiro/2011 o Banco Itaú era o primeiro no ranking em reclamações.
https://www3.bcb.gov.br/ranking/idxbg.do

Atualização 3 - 20/02/2011

Findo o prazo para que o Banco Itaú entrasse em contato com Liter & Art, apresentando alguma explicação para o sumiço da conta e sem que o contato tenha sido feito, a representante legal tornou a ligar pra Ouvidoria 0800 do Itaú.

Recebeu a informação de que a conta foi encerrada e que não haveria possibilidade de reativação da conta, devendo abrir uma nova conta. Indagado sobre os débitos que surgiram na conta, sem que a L&A tivesse autorizado, o Itaú explicou dizendo que tem contrato com uma empresa parceira para essas retiradas (??). Relembrados que, na abertura da conta foi entregue o Estatuto Social da OSCIP, onde está registrado que as retiradas e saques da conta bancária da organização só pode ser realizada via cheque, assinado por dois membros da diretoria. Em vista do talonário de cheques encontrar-se com todas as folhas intactas e sem uso, a responsável quis saber como o Itaú autorizou os débitos. Os saques, justifica o banco, foram realizados por empresa parceira, através de solicitações de terceiros à esta parceira e que o Itaú não tem nenhum envolvimento ou responsabilidade por essas retiradas (?!?!).


Nota: depositamos no banco Itaú, para que o Itaú deixe que qualquer um solicite retirada da conta? E pior, tendo a solicitação prontamente atendida, sem conhecimento do titular da conta, sem nenhuma conferência, sem nenhuma prudência? Gente, o que é isso? Na educação do Corpo Diretor essa atitude tem um nome muito feio...

Foi aberto um novo protocolo, solicitando a devolução dos valores retirados indevidamente da conta corrente da organização. Dois dias após a abertura desse protocolo, o banco itaú entrou em contato com a responsável legal, pedindo sua presença na agência de origem, para o atendimento junto a gerente Jaqueline. A reunião foi marcada para a próxima quinta-feira, dia 24/02/2011, quando a Liter & Art espera, finalmente, poder divulgar a completa solução do "mistério da conta sumida no Itaú".

Atualização 2 - 10/02/2011 - 18:35h

Hoje encerrou o prazo que o próprio banco deu, para entrar em contato com a Liter & Arte. Não ligaram. Não deram nenhum esclarecimento.

Atualização 1 - 04/02/2011 - 13:48h

Membros da Sociedade Civil.
Logo após a publicação do tópico, um amigo me ligou passando orientações básicas: Telefone 0800 da Ouvidoria do Banco Itau.
Pra quem tiver interesse no número da Ouvidoria 0800: Este número tem na segunda capa do talonário de cheques, fundo branco e fonte laranja e miúdas. Uma cegueta que nem eu, só vê um monte de rabiscos nessa página. Poderiam aumentar a fonte e colocar em azul marinho, pra ficar bem visível. É bom ter amigos que enxergam. :)

Liguei pra Ouvidoria 0800, passei todos os problemas que tivemos com o Banco Itau. Ela procurou a conta e também não encontrou.
Recebi um número de protocolo e o problemão foi passado para a Central de Ocorrências. Há um prazo de 5 dias úteis para que eles entrem em contato, informando o mistério do sumiço da conta.

Hoje é o primeiro dia, o prazo vai até a próxima quinta-feira. Vamos ver se aparece a conta e alguma explicação sobre os depósitos das doações anônimas, que, nessa altura do campeonato, também devem ter sumido.

Entenda o Caso:

Pensei muito antes de abrir este tópico mas devido à seriedade, julgamos ser necessário dar uma satisfação à sociedade civil.

Abrimos uma conta corrente para pessoa jurídica, em nome da OSCIP, no Banco Itau, agência 7881, em março de 2009. Na abertura da conta, apresentamos o Estatuto e pedimos que a conta só tivesse saque via cheque, para atender ao Estatuto vigente. O gerente informou que  conta para pessoas jurídicas não autorizava saques de outra forma e nos ofereceu o cartão para conferência de extrato. Este cartão também não permitia movimentação na conta corrente. Ficamos satisfeitos com essa medida. Porém... (é horrível quando aparecem os 'poréns', não?)

Porém, em final de dezembro de 2009, recebemos um extrato com retiradas para Editora Abril. Entramos em contato, reclamamos e devolveram os valores pra nossa conta. Pra evitar que isso acontecesse novamente e aguardar até que encontrássemos um bom advogado (bom, no sentido de honesto), passamos a usar as contas dos membros mais ativos da diretoria da oscip. Não era a solução ideal mas era o que poderíamos fazer, já que 2010 os representantes estavam bastante atribulados.

Agora, em início de 2011, finalmente fomos na Agencia 7881, do Banco Itau e recebemos a 'agradável' notícia de que a conta corrente não existe. Insistimos com a gerente, que verificou por 3 vezes a conta pelo número e 3 vezes pelo CNPJ. Verificou também pelo CPF da presidente e pelo nome completo da OSCIP. E nada... A busca não apresentou nenhum resultado, a CONTA CORRENTE SIMPLESMENTE SUMIU e a gerente não soube explicar o que tinha acontecido, informando apenas que nada poderia fazer já que "a conta não existe".

Durante esta semana estivemos tentando entrar em contato com o banco mas não estamos conseguindo, pois ao nformar o número da agência e da conta corrente, ou o telefone de atendimento é desligado ou o fale conosco on-line dá erro.

Manteremos todos atualizados sobre a situação, neste mesmo tópico.

Saudações culturais
Liter & Art Brasil

4 comentários:

Magno ( Element ) disse...

Falta de respeito com os clientes, já tive uma conta corrente no HSBC que sumiu após um período sem uso fiquei anos mantendo minha conta para poder aumentar minha credibilidade com a o banco e facilitar minha vida no futuro quando eu precisasse de um empréstimo sei lá. já o itaú fez a mesma coisa acho isso um sacanagem eles poderiam deixar nossas contas desabilitadas e não deleta-las.

Liter e Art Brasil disse...

Oi, Magno.

O problema mais sério é que não estão encontrando a C/C da L&A Br nem nos arquivos de contas encerradas ou inativas. Deve ter sido alguma mutretagem lá dentro mesmo, uma conta não some assim, sem deixar vestígios.

Grata pelo apoio.

Saudações culturais
Liter & Art Brasil

Victor disse...

Boa noite,fico sempre indignada com esses problemas. Gostaria de saber qual a gencia da gerente tão competente,pois tenho também problema com o Banco Itaú. Podem me informar onde encontrar a gerente Rosemary?

Agradeço. Barbara.

Liter e Art Brasil disse...

Boa noite, Bárbara

Cada gerente só pode resolver os problemas de sua própria agência. Na da Liter, demos sorte de esbarrar com uma que pensa mais em 'solucionar' do que em 'problematizar', como fazem s atendentes da ouvidoria.
Aliás, aquela Central de Atendimento e a Ouvidoria do Itau são menos que inúteis; chamá-los de incompetentes seria muito injusto com os próprios até porque os incompetentes ainda servem servem para alguma coisa... Os do Itau são totalmente imprestáveis, cheios de má vontade, não entendem nada de nada e, muito provavelmente, devem sofrer de algum tipo de síndrome de asno.

Saudações
Liter & Art Br